EPTV faz reportagem sobre implantação da Usina ONE.

Nesta quarta-feira, dia 10 de janeiro, foi ao ar uma reportagem sobre o projeto que tramita na Câmara Municipal de Vereadores da doação de um terreno as margens da MG-862 para a implantação da Usina One Natural Energy em Três Corações.

A reportagem da EPTV abordou algumas questões sobre a indústria que será a 2ª do mundo e a maior planta de geração de energia economicamente sustentável da América Latina e que se utilizará de tecnologia do forno de plasma através da gaseificação de resíduos de pneus inservíveis e derivados de borracha como correias de motores, solados de sapatos em temperaturas altíssimas (5.500 graus centígrados) para geração de energia de 60 MW.

Três Corações foi escolhida para instalação da Unidade de Geração, pois tem localização estratégica, já que a cidade está posicionada com distância próxima aos grandes centros São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, o que facilita a logística da coleta de pneus.

A indústria irá gerar 300 empregos diretos na fase de construção e mais 40 empregos diretos na fase de implantação, além de trazer investimentos de usinas acessórias e outras empresas que prestarão serviços gerando assim muito mais empregos indiretos.

O investimento para a implantação da indústria em Três Corações é de US$ 200 milhões, ou seja, cerca de 700 milhões de reais. Esse número alto de investimento reafirma o interesse da empresa em gerar emprego, tecnologia, parcerias com empresas acessórias.

Além de todos esses benefícios, a usina também poderá ser uma alternativa para um problema que vem crescendo nas cidades: a destinação de pneus usados. Esse passivo ambiental irá contribuir para a eliminação de pneus em quintais que podem ser focos de mosquitos que causam doenças como a dengue, a chikungunya, a zica, entre outras.

Segundo o prefeito Cláudio Pereira a Usina One também trará visibilidade mundial ao município, o que irá movimentar ainda mais a economia. "Nós colocamos Três Corações na rota de desenvolvimento de Minas Gerais, do país e vamos receber a visita de muitas pessoas do mundo todo para conhecer a tecnologia de plasma. Isso tudo vai viabilizar mais desenvolvimento com a vinda de novas indústrias, construção de novo anel viário e abertura de mais comércios”, explica.

O prefeito Cláudio destaca ainda a seriedade da empresa que vem para somar a cidade, inclusive o estudo ambiental está em análise na Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD/MG. “A empresa não vai fazer um investimento desse porte para depois abandonar tudo, e caso não sejam cumpridos os requisitos o terreno volta para a prefeitura", ressalta.

O prazo para início da construção da usina, caso a doação da área seja aprovada na Câmara, é de seis meses. Depois, serão mais três anos para ela começar a funcionar.

A reportagem da EPTV ainda informou o contato com o diretor financeiro da empresa, Guilherme Brumer, que afirmou que a tecnologia de gaseificação de pneus é segura e já foi utilizada até pela Nasa para testar as cápsulas de retorno nas missões espaciais.

Em relação ao consumo de água, que será de 38 m³ (metros cúbicos), a Copasa declarou em nota, que o sistema de abastecimento de água de Três Corações tem capacidade para fornecer os metros cúbicos de água para suprir a demanda da usina, sem causar prejuízo no abastecimento à população.

SECOM/Texto: Alaine Gláucia
Fotos: Alaine Gláucia
Três Corações, 11 de janeiro de 2018.

 

Compartilhe esta notícia no Facebook

Submit to Facebook
DMC Firewall is a Joomla Security extension!