Prefeito Cláudio Pereira concede coletiva para a imprensa e o assunto tratado foi sobre a crise econômica do município.

O prefeito Cláudio Pereira recebeu, na manhã desta quarta-feira (31), em seu gabinete, jornalistas de emissoras de TV da região, de rádios locais e da imprensa escrita para uma coletiva, a fim de explicar sobre a crise econômica em que o município passa, o que o levou a decretar Estado de Emergência Financeira, situação enfrentada por cerca de 100 cidades de Minas Gerais.

A crise foi desencadeada devido ao atraso nos repasses do Governo do Estado para com o município, cuja a soma dos valores chega a R$18.211.130,58.

Com isto, o Executivo anunciou uma série de medidas emergenciais para contenção de gastos, por prazo indeterminado como: suspensão de horas extras, redução de viagens e diárias, redução de horário do expediente no Centro Administrativo Municipal, Dr. Astolpho Gazzola, que passará a funcionar de 12h às 18h e a exoneração de 534 servidores comissionados, contratados e secretários adjuntos.

Os serviços essenciais serão mantidos como a Educação e a Saúde que terá, apenas, uma redução do número de consultas oferecidas.

O prefeito declarou ainda, que com as medidas definidas no decreto de Emergência Financeira, bem como o Programa de Recuperação de Débitos Fiscais Municipais - REFIS, que será encaminhado para o Poder Legislativo, as finanças poderão ser equilibradas.


SECOM/texto e fotos: Marilene Estrella
Três Corações, 31 de outubro de 2018.

Compartilhe esta notícia no Facebook

Submit to Facebook
DMC Firewall is a Joomla Security extension!